Monstros Fantásticos E Onde Encontrá-los (2016)

Título Original
Fantastic Beasts and Where to Find Them

Género
Fantasia

Realizador
David Yates

Argumentista
J. K. Rowling

Elenco
Eddie Redmayne, Colin Farrell, Ezra Miller, Jon Voight e Ron Perlman


As aventuras do escritor Newt Scamander na comunidade secreta de bruxas e feiticeiros em Nova Iorque, setenta anos antes de Harry Potter ler os seus livros na escola.


Fantastic Beasts And Where To Find Them é um livro que existe no mundo de Harry Potter, escrito pelo aventureiro Newt Scamander, e que os alunos de Hogwarts ainda irão estudar na época de Harry, 70 anos depois dos acontecimentos que vemos neste filme.
Aliás, na época de Harry o livro já vai na sua 52ª Edição.

J. K. Rowling decidiu escrever este livro em 2001 e cerca de 80% dos lucros reverteram a favor da obra de caridade Comic Relief, ajudando crianças desfavorecidas pelo mundo inteiro.
Contudo, como no mundo de Hollywood as coisas são um pouco diferentes e os estúdios procuram dinheiro, nos dias de hoje isso significa franchise, este será apenas o primeiro filme de um total de CINCO, todos eles com argumento escrito pela autora J.K. Rowling.

David Yates foi o realizador escolhido para este primeiro filme da franchise, realizador que já tinha realizado quatro filmes da saga de Harry Potter.
Pela sua página de IMDb parece ser também o escolhido para os próximos quatro filmes, contudo é uma informação que deve ser recebida com um pouco de sal, já que nem sempre é fidedigna e muita coisa poderá ser alterada até lá.

Mas, sendo um realizador que conhece muito bem o universo em que tudo isto se insere, e aliado ao argumento escrito pela autora desse mesmo universo, é um filme muito seguro de si mesmo em todos os passos que dá, desde a mitologia à forma como desenvolve as personagens e este mundo em que se insere, que apesar de ser novo e diferente, continua muito familiar.

O que me leva ao argumento.
Ao contrário dos filmes de Harry, que pareciam ser simpáticos e dispostos a agradar ao público que pudesse desconhecer os livros ou o material original, este já percorre por vezes um caminho diferente.
Tem tantos easter eggs e tanto piscares de olho aos fãs da colecção que para quem não esteja tão familiarizado com o mundo, como eu, existem muitas informações que terão de ser pesquisadas posteriormente.
Houveram coisas que soube depois com a pesquisa, que se me fossem explicadas durante o filme poderiam ter ajudado a aumentar o prazer e o interesse.

Julgo que o motivo será o facto de ter sido a autora a escrever o argumento, e sendo ela alguém que não teve de fazer qualquer pesquisa ou de estudar o material, não sentiu muita necessidade de entrar em detalhes que outros argumentistas iriam eventualmente aprofundar.

Quanto ao resto, acaba por ser um pouco o esperado.
Uns efeitos especiais decentes e com qualidade, criaturas muito originais e interessantes, desde a forma como se comportam até ao último pormenor do seu aspecto diferente e único.
E o guarda roupa e todo o ambiente de época em que o filme se insere é sem dúvida de grande qualidade, a equipa fez realmente um óptimo trabalho e não se descuidou com nenhum dos pormenores, por mais pequeno que pudesse ser.

As personagens são engraçadas e divertidas, e Redmayne consegue interpretar Newt com uma inteligência “ignorante”. Desenvolve uma personagem corajosa e forte ao mesmo tempo que lhe consegue dar uma grande bondade e inocência, alguém que conhece melhor os animais do que propriamente as pessoas.
Um feiticeiro muito mais poderoso do que poderá parecer inicialmente, o que é uma boa vantagem.
Contudo, Kowalski, interpretado por Dan Fogler será possivelmente a personagem mais divertida.
Sendo aquele humano não mágico que irá seguir o protagonista e ajudá-lo ao longo do filme, é o que irá fornecer os momentos de maiores gargalhadas, e também a personagem com quem a audiência irá criar uma maior empatia e ligação, já que iremos estar a reagir a tudo o que vemos praticamente da mesma forma que ele.

É um filme muito previsível do início ao fim, conseguimos adivinhar o vilão, os interesses amorosos e a forma como tudo se irá resolver.

Contudo, há no final, quando já tudo parece estar resolvido, uma personagem que se transforma e isso sim, apanhou-me de surpresa.
Não só o facto de ela se transformar mas principalmente o actor em quem ela se transforma. Não tendo visto qualquer informação no IMDb antes de ver o filme, e não sabendo de antemão quem era o elenco, foi uma surpresa agradável e que me deixou com um sorriso na cara.


Veredicto Final: 6/10

É um filme muito previsível em todos os seus aspectos e apesar de ter personagens divertidas, a forma como as desenvolve nem sempre é a mais correcta ou apropriada.
Baseado num mundo original e único, o argumento deste filme irá apelar mais aos fãs do mundo Harry Potter.
As pessoas que desconheçam este universo irão-se sentir um pouco perdidas e irão ignorar muita informação e easter eggs em que o filme é rico.

Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s