Dead Space (2008)

Título Original
Dead Space

Developer
Visceral Games

Publisher
Electronic Arts

Género
Terror

Argumentistas
Warren Ellis, Rick Remender e Antony Johnston


O jogador controla Isaac Clarke, um engenheiro que terá de encontrar forma de sobreviver aos monstros extraterrestres que se encontram na mesma nave que ele.


Dead Space é um jogo de survival horror na terceira pessoa, desenvolvido pela Visceral Games para a Playstation 3, Xbox 360 e Microsoft Windows, e foi lançado pela Electronic Arts em Outubro de 2008.

O jogador assume o papel de Isaac Clarke, um engenheiro que fazia parte de uma nave de mineração e que agora terá de sobreviver a uma horde de monstros horríveis e diabólicos, conhecidos como Necromorphs, e que no fundo são os corpos da restante tripulação transformados e reanimados por um alienígena desconhecido.

A perspectiva na terceira pessoa é aquela em que a câmara está por cima do ombro, o que torna toda a experiência mais intensa e assustadora, visto que nunca temos uma noção bem clara do que poderá estar atrás de nós.
Esta foi uma perspectiva que se tornou popular primeiramente com o Resident Evil 4, e que resulta fenomenalmente em todos os jogos, mas particularmente naqueles que pretendem ser de terror.

 

A interface de Dead Space é feita de forma simplista, mas visualmente atraente.
Recorre a projecções holográficas, e é assim que temos toda a informação disponível, incluindo a munição que aparece num pequeno visor na arma, já a saúde aparece na coluna vertebral da nossa armadura, e de todas as outras pessoas que encontramos ao longo do jogo.
O inventário que aparece também nesse modelo holográfico é algo que neste jogo não pára o tempo, ou seja, se estiverem a procurar freneticamente por algum item no meio de uma situação de combate, os inimigos irão continuar a atacar.

Apesar de ser um daqueles jogos em que é necessário um uso racional da munição, para não ficarmos completamente indefesos, a dificuldade não é muito exigente, e só mesmo no seu modo mais difícil é que poderá oferecer algum desafio.
Se jogarem em modo fácil ou normal, irão voar através dos níveis, especialmente à medida que vão fazendo os upgrades disponíveis à vossa arma e armadura.

O combate envolve desmembramento, é a única forma de nos desfazermos dos inimigos de forma rápida e sem gastar muita munição.
O jogador deve cortar metodicamente membros específicos dos Necromorphs, deste tentáculos e caudas, até braços pernas.
Se não fizerem isto, poderão gastar todos os tiros disponíveis na cabeça do inimigo, que ele continuará a correr na vossa direcção para vos fornecer uma morte extremamente gráfica e de gore abundante.

Tentando manter sempre presente a ideia que de Isaac é um engenheiro, e não um soldado, a maioria das armas são ferramentas adaptadas, sendo o plasma cutter de exploração mineira o exemplo mais óbvio. Esta é também a melhor arma do jogo, quando conseguirem fazer os upgrades todos a esta arma, têm aqui tudo o que precisam para derrotar qualquer inimigo sem qualquer tipo de problema.
O facto de poderem disparar plasma horizontal ou vertical (alternando na barra de espaço), permite que consigam desmembrar todos os inimigos de forma extremamente simples e fácil.

Para além das armas, Isaac pode também abrandar os inimigos ou certos objectos, bem como utilizar stasis, uma espécie de telecinésia, que permite mover certos objectos ou restos de inimigos de forma a utilizá-los como armas.

Para fazerem os upgrades à vossa armadura e a todas as armas disponíveis, deverão encontrar o máximo de power nodes possíveis.
Dead Space é o jogo clássico em que se o objectivo estiver no corredor à vossa direita, devem sempre antes ir explorar o corredor da esquerda. O jogo recompensa aqueles que estão dispostos a explorar, com saúde, munições e outros itens necessários para sobreviver.

Em termos de mecânica de jogo e de comandos, Dead Space está muito bem equilibrado.
Joguei no computador e todos os comandos da personagem são simples e instintivos, permitindo que a jogabilidade seja divertida sem nunca cairmos em frustração por alguma tecla ser mais difícil de controlar ou utilizar.

Hoje em dia, quase 10 anos depois, os gráficos estão num nível muito superior, mas ainda assim, este é um jogo que não é demasiado prejudicado pela sua idade.
Joguei-o recentemente e não senti nenhuma dificuldade em retirar prazer da jogabilidade e da história que tenta contar.

A história deste jogo não é necessariamente muito original ou inovadora, vai buscar inspiração a muitos outros materiais já pré-existentes.
E apesar de isso em si não ser necessariamente um defeito, a forma limitada como a história e as personagens são desenvolvidas já poderá ser a maior falha do jogo.
Enquanto amante de cinema e literatura, e por conseguinte, de uma boa história, quando jogo algo isso é o aspecto a que dou mais importância.
Porque se a narrativa não me interessar, o interesse que tenho em percorrer o jogo na sua totalidade acaba também por começar a diminuir, apesar de poder haver algumas excepções à regra.
A história de Dead Space é limitada na sua amplitude e até mesmo na explicação e profundidade com que mergulha em tudo o que está a acontecer, mas a sua maior falha é para com as personagens.

Não há nenhuma personagem que seja minimamente desenvolvida, com o exemplo mais óbvio e frustrante na personagem principal de Isaac.
Existem heróis silenciosos, mas aqui Isaac é completamente mudo, julgo que não estou a cair em erro quando afirmo que ele não diz uma única palavra durante o jogo todo, algo que é completamente ridículo, especialmente tendo em conta que temos outras personagens a falarem constantemente connosco durante o decorrer do jogo.


Veredicto Final: 7/10

Fosse a história deste jogo mais interessante e desenvolvida, bem como as suas personagens, e ele teria uma nota bem superior.
Mas assim sendo, é algo que posso recomendar apenas pela jogabilidade divertida que consegue oferecer, apesar de ser um jogo relativamente curto e fácil de concluir.

 

Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s