Crítica – American Vandal: 1ª Temporada (2017)

Título Original
American Vandal

Género
Comédia

Criadores
Dan Perrault e Tony Yacenda

Elenco
Tyler Alvarez, Griffin Gluck, Jimmy Tatro, Camile Hyde e Eduardo Franco


Uma sátira ao género de documentários sobre crimes que explora o rescaldo de uma partida de liceu que deixou 27 carros de professores vandalizados com imagens de pénis.



#WHODREWTHEDICKS

Esta era uma série que poderia ser ou muito boa ou muito má.
Fico feliz em anunciar desde já que é: Genial!

Tem uma premissa absolutamente hilariante e ridícula.
E quando lidamos com um tema destes, temos de ter muito cuidado com a forma como o abordamos, porque ou somos demasiado cómicos e o tema perde o seu poder, ou somos demasiado sérios e ele perde a piada.

Felizmente, Perrault e Yacenda encontraram aqui o equilíbrio perfeito, numa temporada que não só equilibrou o humor com o mistério, mas como conseguiu ser também muito mais inteligente do que eu esperava.

Inspirados pelo sucesso dos documentários de crimes reais que têm surgido, Perrault e Yacenda tiveram a ideia de criar aqui um documentário fictício sobre um crime totalmente diferente:

Alguém pintou 27 carros dos professores de um liceu com 27 pénis.
O suspeito? Dylan Maxwell, aluno problemático envolvido em muitos outros problemas e suspensões, mas acima de tudo: famoso por desenhar pénis constantemente.
Mas nem todos estão assim tão convencidos, há quem acredite na inocência de Dylan e esteja disposto a prová-lo. É com isso em mente que o aluno Peter Maldonado irá realizar uma série de entrevistas e criar um documentário que irá revelar a verdade, verdade essa que abalará a vida de várias personagens e do próprio liceu.

Como disse, é uma premissa ridícula, e poderia muito facilmente falhar. Mas foi abordada com tanta seriedade, talento e capacidade dramática (sem nunca perder o humor ou se levar demasiado a sério), que se tornou não só numa série de qualidade como num documentário de qualidade, misterioso e dramático.

A realização é talentosa, e sentimos sempre que estamos a ver um documentário, ou o making off de um, força o espectador a envolver-se na história, e a ficar seriamente interessado na sua narrativa e nas suas personagens.

Queremos mesmo saber: #WHODREWTHEDICKS

O humor não é explícito nem exagerado, é um humor muito controlado, ele caminha lentamente até nós à medida que a narrativa se desenrola, deixando um sorriso demorado na nossa cara enquanto achamos graça ao que está a acontecer mas sem nunca ficar espantados com a seriedade e pormenor com que tudo é dito e feito.

O argumento é muito inteligente, e não só cria toda aquela mística típica deste tipo de documentários como usa e abusa da mentalidade adolescente, da forma como eles falam e se comportam, mas acima de tudo da influência que as redes sociais têm nos jovens de hoje em dia, e na facilidade com que qualquer vídeo de pode tornar viral e afectar a vida de todos os envolvidos.

E é neste sucesso com que o argumento aborda os adolescentes que todos estes jovens actores conseguiram entregar prestações memoráveis e de qualidade.
Não é nada digno de prémios ou de grande aclamação, mas sem dúvida alguma que é mais um elemento de qualidade numa série que poderia ser bem duvidosa em relação a todos os seus elementos.


Veredicto Final
8/10

American Vandal é uma série genial e de grande qualidade, que desafia todas as expectativas que muitos poderiam ter em relação a si.

Com um argumento extremamente inteligente e uma realização talentosa que ataca bem o género que pretende satirizar, esta é sem dúvida alguma mais um grande sucesso da Netflix.

Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

w

Connecting to %s